Idoso de 100 anos que matou homem a tiros vai a júri popular em Salvador

O Tribunal de Justiça da Bahia decidiu que o idoso de 100 anos, identificado como Emiliano Melo dos Santos, irá a júri popular pelo homicídio de Welton Lopes Costa, de 34 anos, ocorrido em agosto de 2021, em Salvador. O caso ganhou destaque na mídia na época, uma vez que o idoso presenciou uma briga de casal e efetuou os disparos que resultaram na morte da vítima. A decisão do júri popular foi divulgada na quarta-feira (12), mas ainda cabe recurso.

Emiliano dos Santos, um policial militar aposentado, foi denunciado pelos crimes de homicídio com recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima, além de lesão culposa contra a companheira de Welton, que também foi atingida pelos disparos. O crime ocorreu no bairro Dois de Julho, no centro da capital baiana.

O idoso teve prisão domiciliar cumprida no ano de 2021 e está usando tornozeleira eletrônica. Durante as investigações, a polícia descobriu que o idoso possui um histórico de ações violentas, o que levou à solicitação de medidas cautelares.

“A esposa dele [de Welton] trabalha na padaria aqui no bairro. Ela estava demorando para chegar [até o carro onde Welton a esperava], e eles já tinham um compromisso, eles iam sair, e as crianças estavam aguardando para o almoço. Então ele [Welton] foi ver o que estava acontecendo, e viu que a padaria estava fechada. Quando ele olhou pra trás, ele viu ela na porta do bar. Já chateado porque ela estava demorando a chegar, ele foi até ela e começou uma discussão”, contou.

Após a discussão, a vítima seguiu andando de costas, afastando-se do suspeito, e nesse momento os dois deixam de ser visíveis no vídeo. Logo em seguida, ouve-se o som dos disparos. Após o crime, moradores seguraram o idoso no local até a chegada da polícia.

A decisão de levar o caso a júri popular representa um passo importante no processo de justiça para a vítima e seus familiares. O desfecho do julgamento definirá a responsabilidade do idoso pelos atos cometidos e ajudará a trazer um encerramento adequado para essa trágica ocorrência.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *