SAJ: Banco do Brasil promove reunião de apresentação do Plano Safra e destaca financiamento para produtores rurais

No auditório da CDL em Santo Antônio de Jesus, gerentes do Banco do Brasil realizaram uma reunião de apresentação do Plano Safra, onde divulgaram as oportunidades de financiamento disponíveis para os produtores rurais. O evento contou com a presença de prefeitos e secretários de agricultura de municípios da região, como Dom Macedo Costa, Nazaré e Castro Alves.

Durante a apresentação, o gerente Geral Renato Sales e o gerente de negócios Gleidson Beito explicaram que o Plano Safra do governo disponibilizará quase R$ 436 bilhões para financiar os produtores rurais. A maior parte desses recursos será destinada ao custeio, como a compra de insumos e a comercialização da safra, enquanto o restante será direcionado para investimentos em infraestrutura.

“O governo lançou o maior Plano Safra da história, foram 364 bilhões de reais para apoiar desde agricultura familiar até a agricultura empresarial. Vamos ter taxas atrativas a partir de 3% ao ano, é uma oportunidade muito boa para fortalecer os laços com o banco que é o maior parceiro do Agro no país,” disse  o gerente Geral Renato Sales.

O novo Plano Safra lançado pelo governo federal visa impulsionar o setor agrícola, que tem se destacado na economia brasileira. Com oferta de crédito de quase R$ 436 bilhões, o programa anual de financiamento busca promover o desenvolvimento e a sustentabilidade do agronegócio.

“A documentação em dias é um ponto muito importante para facilitar a aprovação. Apesar de ser um recurso recorde, ele não é suficiente para todas as pessoas que querem. A documentação regularizada é importante para conseguir o recurso ainda com a taxa mais baixa,” disse gerente de negócios Gleidson Beito.

Além disso, o governo anunciou que o Plano Safra da agricultura familiar disponibilizará R$ 77,7 bilhões para financiar a produção nesse setor. A cerimônia de lançamento ocorrerá no Palácio do Planalto, demonstrando o compromisso em fortalecer e apoiar os agricultores familiares.

No Plano Safra voltado para a agricultura familiar, os juros serão atrativos, podendo chegar a 4% ao ano para produtores de alimentos como arroz, feijão, mandioca, tomate, leite e ovos. Essa iniciativa busca impulsionar a produção de alimentos básicos e essenciais para a população brasileira, promovendo a segurança alimentar e o desenvolvimento sustentável no campo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *